segunda-feira, 4 de maio de 2009

Análise do solo nas bacias hidrográficas do Estado

Centro Tecnológico de Minas Gerais analisa o solo nas bacias hidrográficas do Estado

 

 

A Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec) está realizando coletas e análises dos solos da bacia do rio Grande, no Sul de Minas. As análises vão determinar valores de referência para elementos-traços nos solos. Os elementos-traços são substâncias químicas de relevância ambiental. Serão pesquisados elementos como o arsênio, cádmio, chumbo, mercúrio, vanádio e zinco.

 

O trabalho é financiado pela Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), com coordenação geral da pesquisadora Rosângela Gurgel, da Feam. O objetivo do projeto é mapear todo o território mineiro e atender uma resolução em apreciação no Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), que estabelece um prazo de quatro anos para todos os estados determinarem seus Valores Orientadores de Qualidade do Solo e das Águas Subterrâneas.

 

Devido à grande extensão do território mineiro, o Estado foi dividido em bacias e os trabalhos serão realizados em parcerias com outras instituições, como a Universidade Federal de Viçosa (UFV), que está trabalhando nas bacias dos rios Doce e Paraíba do Sul. Estão previstas futuramente as participações das Universidades Federais de Ouro Preto (UFOP), de Lavras (UFLA), de Uberlândia (UFU), dentre outras.

 

Após a obtenção dos resultados, a Feam irá investigar a contaminação dos solos e/ou recursos hídricos subterrâneos de Minas Gerais. O pesquisador do Setor de Recursos da Terra (SAT) do Cetec Marcus Manoel Fernandes explica que, a partir daí, a Feam poderá interferir nas regiões que possuírem valores acima do que é permitido. "Por meio de análises estatísticas, saberemos o nível dos elementos e determinaremos se o solo está contaminado", conta o pesquisador.

 

A previsão é que até o final do projeto, em 2012, todo o estado esteja mapeado.  De acordo com Fernandes, os valores de referência irão indicar o limite de qualidade para o solo ser considerado limpo. "Essa referência será utilizada em ações de prevenção da poluição do solo, das águas subterrâneas e no controle de áreas contaminadas, permitindo o seu gerenciamento".


Agência Minas