quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Está desempregado? Comece 2011 com um bom currículo

Um projeto de lei que está em discussão na Câmara dos Deputados, em Brasília, pretende tornar crime de falsidade a mentira nos currículos

O ano novo sempre vem acompanhado de renovações, esperanças e realizações de sonhos. Tempo de reflexão e decidir novos rumos para a vida. Tempo de investir num novo relacionamento, na saúde e correr atrás de um emprego que realmente nos realize. E tem muita gente querendo começar o ano novo, num emprego novo. Para alcançar os objetivos tão desejados para 2011 é preciso arregaçar as mangas e ir à luta, mas com os pés no chão. Isso quer dizer estar atualizado em relação ao aprendizado, buscar algo compatível ao nível de conhecimento e formação e ter em mãos um currículo modelo, pois um currículo mal elaborado pode eliminar o candidato numa entrevista de trabalho.

 
Segundo a coordenadora de treinamento e desenvolvimento da Inthegra Talentos Humanos, Elisa Aguiar, o currículo é a porta de entrada para o mercado de trabalho. "É o marketing pessoal para conseguir um cargo que tanto almeja. Um currículo deve ser elaborado de forma clara, coesa e objetiva. A ortografia deve estar impecável, pois, o recrutador já inicia o processo de análise no momento de leitura do currículo", ressaltou.


Elisa explica ainda que dados como identificação pessoal, objetivo e áreas de interesse, formação acadêmica, experiências profissionais e cursos de aperfeiçoamento não podem faltar no currículo. "Procure ser claro e objetivo em relação ao que está buscando e ressalte suas habilidades, aptidões, talentos e competências", orientou Elisa.


Depois de pronto, o próximo passo é distribuí-lo, mas a coordenadora de treinamento e desenvolvimento faz uma ressalva: "não adianta sair deixando em tudo quanto é lugar. Faça uma lista das empresas nas quais gostaria de trabalhar, deixe pessoalmente seu currículo, se for necessário preencha os formulários de vagas, descubra a área responsável e faça contato. Foi chamado para a entrevista? É hora de se inteirar sobre a empresa, saber como ela se posiciona no mercado. Chegar uns 10 minutos antes, ser natural, transparente e espontâneo também são fatores que fazem à diferença".

A real identidade do profissional


Forjar a referência profissional e até mentir no currículo é mais comum do se que parece. Recentemente uma falsa médica foi presa em Uberlândia. No endereço residencial que estava no currículo que a falsa médica entregou à empresa que chegou a contratá-la, funciona um sacolão. Este é apenas um dos exemplos mais comuns de mentiras que aparecem nos currículos. A Associação Brasileira de Recursos Humanos fez um levantamento das dez mentiras mais frequentes no documento e constatou que informações pessoais, como a idade, o uso de fotos retocadas para parecer mais jovem ou esconder o estado civil e garantir mobilidade, sem pretender fazer isso são algumas mentiras aplicadas. Outro dado duvidoso é com relação ao salário anterior, uns aumentam outros reduzem, além disso, o cargo anterior e o tempo de empresa, normalmente são supervalorizados. Entre as mentiras mais pregadas estão o aumento das próprias atribuições no emprego anterior, a indicação do idioma estrangeiro sem ao menos saber o básico e a formação acadêmica. "Só pode conter no currículo informações que podem ser provadas. Infelizmente, na hora de tentar um emprego muitas pessoas inventam que fizeram cursos, sabem idiomas, outras aumentam o tempo de experiência. Isso é inadmissível e só serve para prejudicar quem se candidata a uma vaga", diz Elisa. 

Um projeto de lei que está em discussão na Câmara dos Deputados, em Brasília, pretende tornar crime de falsidade a mentira nos currículos, com pena de dois meses a dois anos de prisão. Caso seja aprovado, a punição será dada aos que falsificarem o documento integralmente ou em parte, uma vez que essa situação cause danos a terceiros ou permita que o infrator obtenha algum tipo de benefício.

Algumas dicas de como elaborar um currículo:

• É fundamental dominar a Língua Portuguesa. Fique atento para não cometer erros de ortografia, concordância e até mesmo de digitação;
• Mentir. Não vale a pena mentir. Ao analisar o currículo, ela pode não ser percebida, mas você pode ter uma surpresa na hora da entrevista;
• Prolixo. Duas folhas são mais do que suficientes para passar as informações necessárias. O tempo que você tem para se apresentar ao selecionador é de, no máximo, dois minutos. O ideal é ser conciso;
• Superficial. Alguns dados como local de formação, local de trabalho, data de ingresso e saída, descrição de cargos e de atividades desempenhadas são fundamentais;
• Objetivo. É um dos pontos mais importantes do currículo. É ele quem guia os caminhos do candidato e, em alguns casos, até os passos do selecionador. Deve ser construído de maneira clara, pensada, estruturada e convincente. Duas ou três linhas são suficientes para descrever suas intenções profissionais;
• Documentos. Dados relativos a documentos pessoais como CPF, RG, número da carteira de trabalho não devem ser colocados no currículo. No topo coloque apenas o nome completo, endereço, data de nascimento, nacionalidade, estado civil, telefone, número de celular e e-mail;
• Fotos. Não é necessária foto no currículo. Legalmente, as empresas são proibidas de solicitar retratos de seus candidatos, já que se trata de uma ação discriminatória;
• Estética. Faça o currículo em folhas brancas e tipologia tradicional, tais como Times New Roman e Arial. Negritos, itálicos e sublinhados só devem ser usados para organizar as informações.

Alitéia Milagre | Serifa 

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa