segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Caixa seleciona entidades para coleta seletiva no DF

Associações e Cooperativas têm até o dia 15 de agosto para se habilitar

 

A Caixa Econômica Federal lançou, no início deste mês, edital para coleta seletiva nas suas unidades do Distrito Federal e Entorno. Associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis podem se habilitar, até o dia 15 de agosto, para coleta dos resíduos descartados, que podem ser reciclados. A habilitação terá vigência de até 4 anos.

 

A ação está inserida dentro da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que completou um ano na última terça-feira (02). Um dos principais focos da Política é gerar trabalho, emprego e renda, por meio da inclusão social de catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis.

 

As associações e cooperativas, habilitadas, poderão firmar acordo com a CAIXA, para partilha dos resíduos recicláveis descartados. Caso não haja consenso, haverá sorteio público, entre as associações e cooperativas devidamente habilitadas.

 

De acordo com o estudo do IPEA, encomendado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), o Brasil perde cerca de R$ 8 bilhões por ano, quando deixa de reciclar o resíduo, que poderia ter outro fim, mas que é encaminhado aos aterros e lixões das cidades.

 

Dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB/2008) revelam que 994 municípios brasileiros dispõem do serviço de coleta seletiva. Ou seja, aproximadamente 18% dos municípios já possuem esse tipo de serviço.

 

As demais informações, como quantidade estimada de coleta, local e horários de coleta, e o modelo do Termo de Compromisso, estão no Edital, disponível para download em www.caixa.gov.br.

 

Coleta Seletiva na CAIXA:

A seleção de associações e cooperativas faz parte do projeto de Coleta Seletiva Solidária CAIXA, que teve a elaboração iniciada em 2006. A iniciativa tem três eixos, baseados na sustentabilidade: redução de lixo, geração de trabalho e renda aos catadores, e oportunidade de negócios (microcrédito e crédito produtivo).

 

O banco também atua no apoio à inclusão de catadores, por meio do Programa CAIXA Objetivos do Milênio (CAIXA ODM). Atualmente, dos 74 projetos sociais, apoiados em todo o país, 5 têm como público catadores de material reciclável. Os projetos apoiados estão em Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), Sorocaba (SP) e Londrina (PR).

 

Além disso, a CAIXA trabalha potencializando negócios inclusivos, e oferece seus produtos e serviços com o objetivo de melhorar a vida dos catadores. Como exemplo, podemos citar a inauguração, em fevereiro, do Correspondente Caixa Aqui (CCA Ong Serpema) na Vila Joaniza, Ilha do Governador, comunidade apoiada pelo comitê do Programa CAIXA ODM.

 

Assessoria de Imprensa da CAIXA

--
FarolComColetivo de Imprensa
rede web de informação e cultura