sexta-feira, 9 de abril de 2010

Projeto Tamar chega a marca de 10 milhões de tartarugas

Foto: AGÊNCIA PETROBRAS
 
O Projeto Tamar, criado para proteger as tartarugas marinhas no Brasil, completa 30 anos. No próximo sábado (10/4), às 16h30, realiza em todas as suas 23 bases de pesquisa - de Santa Catarina ao Ceará - a soltura simbólica do filhote número 10.000.000, alcançada na última temporada. Nessa sexta-feira (9/4), a partir das 20h, a comemoração começa na Praia do Forte, com shows da banda oficial do Tamar, Casco Cabeça, dos músicos mineiros Pedro Morais e grupo Gastrophonic. 

O repertório dos shows inclui músicas de artistas, como Lenine e Margareth Menezes, que participaram do movimento em apoio à causa dos tartarugas, criando novas letras e musicando canções compostas por pescadores e moradores de pequenas comunidades. 

O trabalho da equipe do Projeto Tamar rendeu ótimos resultados na base da Praia do Forte: em três décadas, a população de tartarugas aumentou sete vezes – de 200 para 1.400 tartarugas. "A partir de agora estamos lidando com a segunda geração de tartarugas protegidas pelo Tamar. Hoje as crianças cresceram e tiveram seus filhos", comemora Guy Marcovaldi, coordenador nacional do Projeto Tamar. E conclui: "Se não tivéssemos interferido nessa população, a maioria das praias não teria mais essas cinco espécies de tartarugas".

O Tamar protege cerca de 1.100 km de praias, com 23 bases mantidas em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso desses animais, no litoral e ilhas oceânicas. Ao todo, atua em nove estados. Patrocinado pela Petrobras há 28 anos, o Projeto é coordenado pelo ICMBio - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade em cooperação com a Fundação Pró-Tamar.

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura