domingo, 18 de julho de 2010

Petrobras publica Relatório de Sustentabilidade 2009

Foto: Agência Petrobras

A Petrobras lançou nesta sexta-feira (16/7) o site www.petrobras.com.br/rs2009 com o seu Relatório de Sustentabilidade 2009. Ao contrário dos anos anteriores, o documento reúne em uma só publicação dois de seus relatórios que foram produzidos até 2008: o Relatório Anual, com os principais destaques operacionais e de desempenho econômico do ano, e o Balanço Social e Ambiental. 

O relatório segue a versão mais recente das diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI). Ele se enquadra no nível de aplicação A+, adequado aos relatórios que apresentam informações sobre todos os indicadores essenciais das diretrizes e cujo conteúdo é submetido à verificação externa. Em 2009, a verificação foi realizada pela KPMG Auditores Independentes. Além das informações referentes aos indicadores GRI, o relatório apresenta dados que compõem o Modelo Ibase de Balanço Social. 

O Relatório de Sustentabilidade apresenta informações sobre o desempenho da Companhia, espelhando a integração entre os três pilares de sua estratégia corporativa: crescimento, rentabilidade e responsabilidade social. Ele é também uma comunicação sobre o progresso da Petrobras no cumprimento dos dez princípios do Pacto Global da ONU, do qual a Companhia é signatária desde 2003. "O relatório é um instrumento essencial à transparência e à prestação de contas sobre sua atuação nas dimensões econômica, ambiental e social. Mais do que isso, é uma ferramenta para ajudar as empresas a avaliar periodicamente a gestão de seus negócios sob a ótica da sustentabilidade e os compromissos assumidos a partir disso", destaca Luís Fernando Nery, gerente de Responsabilidade Social da Petrobras. 

O Relatório foi elaborado por uma comissão composta de representantes de 24 áreas e subsidiárias do Sistema Petrobras, que consolidaram as informações compiladas por uma rede de colaboradores, que foi composta por 290 pessoas, em 2009. Para determinar a relevância dos assuntos e auxiliar na seleção do conteúdo, a Petrobras consultou mais de 200 pessoas nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador. 

Resultados e Contribuições para a Sociedade 

A Petrobras investiu em seu Centro de Pesquisas (Cenpes) cerca de R$ 1,5 bilhão em 2009 para atividades voltadas ao desenvolvimento tecnológico. Por meio de redes que tratam temas técnicos em suas áreas de atuação, foram repassados, aproximadamente, R$ 500 milhões em projetos de pesquisa e de implantação de infraestrutura laboratorial a cerca de 80 universidades e institutos de pesquisa brasileiros. Destacam-se as redes temáticas de Conservação e Recuperação de Ecossistemas e Remediação de Áreas Impactadas e de Monitoramento Ambiental Marinho. 

Ao longo de 2009, três usinas operadas pela Petrobras Biocombustível receberam o Selo Combustível Social, concedido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário às usinas de biodiesel que usam 30% do suprimento de oleaginosas oriundos da agricultura familiar e, assim, cumprem as diretrizes do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel. Até o final do ano, foram contratados mais de 59 mil agricultores familiares, garantindo 174 mil hectares de área plantada. A meta é trabalhar com 80 mil famílias nas regiões onde estão localizadas as usinas, com assinatura de contratos de longo prazo, garantia de preços justos, distribuição de sementes e prestação de assistência técnica, além de um programa de correção de solo. 

Em 2009, a Petrobras investiu cerca de R$ 464,5 milhões em mais de 1,6 mil projetos sociais, culturais, ambientais e esportivos em todo o país. Através do Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania, investiu cerca de R$ 173,6 milhões em 868 projetos sociais. Também apoiou projetos e iniciativas da sociedade com foco em meio ambiente, sendo R$ 93,9 milhões investidos em 95 projetos ambientais. Na área cultural e de esporte, foram investidos R$ 154,6 milhões em 614 projetos culturais e R$ 42,4 milhões em 43 projetos esportivos. 

Em 2009, o Sistema Petrobras investiu R$ 1,97 bilhão em meio ambiente, o que inclui gastos com processos operacionais e apoio a projetos ambientais. Nos últimos cinco anos, foram investidos mais de R$ 300 milhões em projetos de conservação de energia, com a obtenção de uma economia da ordem de 3 mil barris de óleo equivalente por dia. Em 2009, a Petrobras investiu R$ 77,9 milhões nesses projetos, que permitiram evitar a emissão de 50 mil toneladas de CO2 equivalente no ano e economizar uma quantidade de energia equivalente ao consumo mensal de 230 mil residências. 

No ano passado, a Petrobras também obteve seu segundo registro de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), por conta da instalação de um catalisador para abater o gás N2O (óxido nitroso) na fábrica de fertilizantes da Petrobras na Bahia – FAFEN. Com essa iniciativa, será evitada a emissão de aproximadamente 57 mil toneladas de CO2 equivalente por ano. 

O Relatório de Sustentabilidade também apresenta as principais iniciativas da Petrobras para a mitigação da mudança climática, os programas tecnológicos para viabilizar a captura, sequestro, transporte e armazenamento geológico de CO2 e o inventário de suas emissões, que, desde 2002, a Companhia publica anualmente de forma voluntária. 

Acesse o Relatório Sustentabilidade 2009 no site: www.petrobras.com.br/rs2009.


--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa | www.coletivodeimprensa.jor.br