terça-feira, 27 de julho de 2010

Homens apresentam tendência em consumir mais cosméticos em 2010

Em 2009, os homens movimentaram cerca de R$ 1,33 bilhões no mercado de cosméticos, garantindo ao Brasil o segundo lugar como maior mercado de cuidados pessoais masculinos. As cifras, porém, não ultrapassam o valor gasto pelas mulheres no país, que chega a cerca de R$17,3 bilhões. O mercado de cosméticos cresce mais a cada dia e a tendência é que os homens consumam 17% a mais em cosméticos em 2010.

A proprietária da Dermage, em Uberlândia, Daniela Ferreira, conta sobre a preocupação que os homens têm em se cuidar. "A procura por produtos dermatologicamente indicados tem aumentado muito pelo público masculino. As linhas de tratamento são as mais procuradas, mas não apenas por questão estética, e sim por cuidado", diz.

O empresário, Rodrigo Ferreira Alves, é adepto do uso de cosméticos e conta a melhora que teve em seu tratamento. "Quando comecei a ter queda de cabelo procurei o dermatologista e logo comecei a utilizar um shampoo específico e meu cabelo parou de cair. No começo foi só pelo problema, mas hoje uso cosméticos também para estética. Hoje, não existe mais preconceito com isso", acredita.

O consultor comercial, Cássio Eduardo de Ávila Cardoso, utiliza cosméticos e acha importante se cuidar. "Acredito muito na importância dos cosméticos não só para a estética, mas também para o cuidado e bem estar. Até mesmo no mercado de trabalho é importante um cabelo tratado, unhas bem cuidadas, pele bonita, o que acaba se tornando uma necessidade. Os homens sempre tiveram preocupação com a aparência, mas pelo preconceito imposto pela cultura machista não se cuidavam ou não assumiam isso, já que era tratado como um tabu e sinônimo de homossexualidade. O culto ao corpo não é só assunto para mulheres. Os homens vêm mudando esse preconceito e se preocupando cada vez mais com o físico e a aparência", conclui.

De acordo com Daniela Ferreira, o pensamento de que cosmético é coisa de mulher está cada vez mais distante da nossa realidade. "Muitos homens gostam e precisam se cuidar também", enfatiza.

Talita  Nakamuta | Serifa 

-- 

farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa | www.coletivodeimprensa.jor.br