quinta-feira, 24 de maio de 2012

Pinacoteca do Estado apresenta: Do Retrato Interior ao Exterior do Retrato

Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura, apresentam na Pinacoteca do Estado de São Paulo a exposição
Do Retrato Interior ao Exterior do Retrato – Coleção José Esteve e Aracy Esteve Gomes- Bahia, 1920 – 1970

A Pinacoteca do Estado de São Paulo, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, apresenta a exposição Do Retrato Interior ao Exterior do Retrato – Coleção José Esteve e Aracy Esteve Gomes – Bahia, 1920 – 1970, com cerca de 60 fotografias realizadas por José Esteve (Barcelona, Espanha, 1886 - Salvador, BA, 1947) e por sua filha, Aracy Esteve Gomes (Santo Antônio de Jesus, BA, 1923), ambos fotógrafos amadores que durante 50 anos preservaram, por meio da fotografia, a história de sua família, cenas do cotidiano em Salvador e a memória do tempo em que viviam. Do Retrato Interior ao Exterior do retrato integra o programa de exposições temporárias da mostra Arte no Brasil: uma história na Pinacoteca de São Paulo. Com curadoria de Diógenes Moura, curador de fotografia da Pinacoteca do Estado.

Abertura dia 09 de junho, sábado, a partir das 11h.
Em cartaz até o dia 30 de setembro de 2012.

Coleção José Esteve e Aracy Esteve Gomes – Bahia, 1920 – 1970
A Pinacoteca do Estado de São Paulo, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, apresenta a exposição Do Retrato Interior ao Exterior do Retrato – Coleção José Esteve e Aracy Esteve Gomes- Bahia, 1920 – 1970, com cerca de 60 fotografias realizadas por José Esteve (Barcelona, Espanha, 1886 - Salvador, BA, 1947) e por sua filha Aracy Esteve Gomes (Santo Antônio de Jesus, BA, 1923).  Esta coleção foi preservada por Aracy Esteve por mais de nove décadas e, pela primeira vez, será levada ao público. Além das fotografias, também serão exibidos negativos de vidro, cópias de época, postais e documentos.

Segundo Diógenes Moura, ao reunir e exibir pela primeira vez um recorte significativo da coleção de José Esteve e Aracy Esteve Gomes, a Pinacoteca do Estado não está apenas propondo o entendimento de um modo de ver o retrato em seus mais diversos planos e representações. Está, sobretudo, tornando público um acervo particular, um arquivo quase confidencial que se manteve protegido durante mais de 90 anos por uma filha que entendeu a importância do trabalho do pai.

O catalão José Esteve chegou ao Rio de Janeiro em 1914. Em 1916 seguiu para Salvador – BA, estabelecendo-se em Santo Antônio de Jesus. Casou-se e sua primeira filha, Aracy, nasceu em 1923. Foi quando, justamente para preservar a história de sua família e a memória do tempo em que vivia, construiu uma câmera fotográfica e um laboratório e começou a fotografar os familiares em negativos de vidros de 18 x 13 centímetros. A ideia era enviar cópias para que a família, em Barcelona, Espanha, pudesse acompanhar sua vida no Brasil. Registrou tudo o que estava a sua volta: trabalhadores, amigos, família e a vida em Santo Antonio de Jesus, Bahia.

"José Esteve via o mundo do ponto de vista da estética europeia. Esse aspecto pode ser notado na construção de seus retratos, em alguns momentos a partir de um sentimento ligado à estética do romantismo, quando assumia a câmera para fixar aqueles rostos, os gestos, a localização do corpo presente sempre integrado ao entorno. Mas, ao mesmo tempo, podemos observar a preparação cenográfica pensada para cada imagem, e essa concepção também pode ser vista nos retratos dos fotógrafos africanos, nos estúdios e nas ruas". Afirma Diógenes Moura, curador da mostra.

Aracy Esteve passou a infância vendo o pai tirar fotos. Mudou-se para Salvador com a família aos 11 anos. Casou-se com o escultor Arlindo Gomes e começou a fotografar em 1950. Aracy fotografou a evolução da cidade de Salvador, os filhos, personagens e cenas da vida cotidiana nas fazendas da família, na Bahia. Em suas imagens, podemos notar que Aracy está sempre em busca de enquadramentos sutis a partir das diversas referências imagéticas daquele período.

Do Retrato Interior ao Exterior do Retrato – Coleção José Esteve e Aracy Esteve Gomes- Bahia, 1920 – 1970 integra o programa de exposições temporárias em torno do acervo da Pinacoteca. Com diferentes recortes curatoriais, essas mostras propõem um diálogo com a exposição de longa duração, intitulada Arte no Brasil - uma história na Pinacoteca de São Paulo.  "Essa estratégia foi definida para ativar os conjuntos de obras expostos nas salas adjacentes, por meio de exposições sobre movimentos, períodos históricos, artistas ou contrapontos contemporâneos, proporcionando novas possibilidades de leitura e interpretação do acervo. Com isso, ampliam-se as oportunidades de difundir o patrimônio da instituição e torna-se possível implantar um processo sistemático de produção de conhecimento a partir do acervo. Esses novos olhares sobre a coleção buscam ir além da linearidade de uma historiografia estanque, articulada entre acadêmicos e modernistas, e possibilitar outras leituras e interpretações, renovando-as periodicamente", afirma Ivo Mesquita, Diretor Técnico da Pinacoteca. 

Carla Regina | Pinacoteca do Estado
-- 
INFORMAÇÃO | CULTURA | SERVIÇO