segunda-feira, 30 de maio de 2011

Programa L'Oréal para Mulheres na Ciência

Inscrições para o Programa L'Oréal/UNESCO para Mulheres na Ciência

2011 terminam dia 31 de maio

As interessadas em participar do Programa L´ORÉAL/UNESCO para Mulheres na Ciência têm até o próximo dia 31 para se inscreverem no site http://loreal.abc.org.br/. A premiação é realizada em parceria com a UNESCO e a Academia Brasileira de Ciências (ABC) e tem por objetivo incentivar a presença da mulher na linha de frente do conhecimento, garantindo a visibilidade do trabalho das pesquisadoras, além de oferecer condições favoráveis para a continuidade de projetos por meio do auxílio financeiro. Em sua sexta edição brasileira, o Para Mulheres na Ciência celebra o Ano Internacional da Química.

Neste ano, serão sete selecionadas nas áreas de Ciências Biomédicas, Biológicas e da Saúde, Ciências Físicas, Ciências Matemáticas e Ciências Químicas. As premiadas receberão bolsa em reais no valor correspondente a US$ 20 mil, para aplicar em suas pesquisas e participar de congressos internacionais. O júri será presidido pelo Prof. Jacob Palis Jr., também presidente da ABC, e contará com um especialista da UNESCO, um da L´Oréal e oito pesquisadores indicados pela Academia Brasileira de Ciências. Desde a sua criação em 2006, 33 jovens cientistas já foram beneficiados em todo país. A previsão é que o resultado seja divulgado em 9 de agosto e a entrega do prêmio ocorra em setembro, em local e dia a serem definidos.

No início de março, a L´Oréal realizou a premiação internacional For Women in Science de 2010, que reuniu cientistas de vários países e continentes, e o júri contou com a participação da cientista Beatriz Barbuy, laureada do prêmio internacional e jurada do programa no Brasil. "Mais uma vez a L´Oréal e a UNESCO renovam o compromisso de reconhecer o trabalho das mulheres, incentivando carreiras e apoiando talentos. O programa se fortalece e é com muito orgulho que reforçamos a participação brasileira na premiação internacional", afirma Simone Nogueira, diretora de comunicação da L'Oréal Brasil.

     "O Prêmio Para Mulheres na Ciência de 2011, quando comemoramos o Ano Internacional da Química, ganha um destaque ainda maior na homenagem que se presta às mulheres que pesquisam a fim de solucionar problemas relacionados à vida em sociedade", diz Ary Mergulhão, Oficial de Projeto da área de Ciências Naturais da UNESCO no Brasil. "Trata-se de um reconhecimento importante a várias de nossas cientistas envolvidas nessa temática".

Para Cristiane Matté, uma das pesquisadoras laureadas em 2010, a premiação foi determinante no desenvolvimento de sua carreira e chegou na hora certa. "Quando recebi a notícia do prêmio, meu Deus, nem acreditei. Graças à bolsa, pude desenvolver esse projeto", afirma. Cristiana é formada em Farmácia Bioquímica, tem Mestrado e Doutorado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e, hoje, é professora adjunta no Departamento de Bioquímica da mesma universidade. A pesquisa inscrita foi sobre a avaliação do efeito do exercício físico materno durante a gestação.

     Outras informações sobre o Programa L´ORÉAL/UNESCO para Mulheres na Ciência no site http://loreal.abc.org.br/ .

 

Sobre o For Women in Science

Criado em 1998, o Programa L'ORÉAL/UNESCO For Women in Science, fruto de uma parceria entre o Grupo L'Oréal e a UNESCO, foi o primeiro prêmio internacional dedicado às cientistas mulheres em todo o mundo. Desde então, a iniciativa reconhece, a cada ano, cinco notáveis cientistas, uma por continente, por suas contribuições ao progresso científico, com uma bolsa-auxílio no valor equivalente a US$100.000 (cem mil dólares). Quatro excepcionais cientistas brasileiras já entraram para o hall das contempladas com o prêmio internacional For Women in Science, tornando-se exemplos para as futuras gerações: Mayana Zatz, da USP, em 2001; Lucia Previato, da UFRJ, em 2004; Belita Koiller, da UFRJ, em 2005; e Beatriz Barbuy, da USP, em 2009.

 

O Grupo lançou, no ano 2000, o L'ORÉAL/UNESCO Fellowship Program, que oferece três bolsas de pesquisa e especialização para jovens cientistas por continente. E iniciou, a partir de 2001, um processo de internacionalização do For Women in Science, que, resultou, entre outras iniciativas, no lançamento do programa local no Brasil Para Mulheres na Ciência, em 2006.

 

Raquel Amaral | CDN 

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa