sexta-feira, 11 de março de 2011

Curso de verão em Israel

Curso de verão em Israel

Estudantes de graduação podem participar de processo seletivo para o 43º International Summer Science Institute, do Instituto Weizmann de Ciências, que terá pesquisas em laboratório e no mar Morto (divulgação)


Agência FAPESP – O grupo Amigos do Instituto Weizmann no Brasil abriu inscrições para a seleção de cinco estudantes brasileiros para participar do 43º International Summer Science Institute, do Instituto Weizmann de Ciências, em Rehovot, em Israel.

O curso ocorrerá de 4 a 29 de julho e reunirá cerca de 70 estudantes, que concluíram recentemente o segundo grau, provenientes de diversas partes do mundo.

Podem se inscrever no processo seletivo estudantes de todo o Brasil que estejam cursando o primeiro ano de graduação em qualquer área relacionada à ciência e tecnologia e que tenham domínio de inglês.

De acordo com os organizadores do curso, os estudantes selecionados terão a oportunidade de adquirir experiência direta em pesquisa de ponta, trabalhando em laboratórios nas áreas de bioquímica, biologia, química, matemática e ciência da computação, ao lado de cientistas experientes.

Além disso, participarão de seminários de pesquisa e apresentarão trabalhos em assuntos de seu interesse. Após três semanas de atuação nos laboratórios do instituto, o grupo de estudantes se deslocará para realizar uma pesquisa de campo, próximo ao mar Morto, onde realizarão estudos de biologia, geografia, história e arqueologia.

Durante o curso, os estudantes também terão a oportunidade de conhecer outras regiões do país.

Para participar do processo seletivo, os interessados deverão escrever uma redação em inglês sobre seu interesse em participar do curso e preencher uma ficha de inscrição, com as informações solicitadas, no site do instituto. 

A redação e a ficha de inscrição deverão ser enviadas para info@amigosdoweizmann.org.br até 21 de março.

A segunda fase do processo consistirá em uma entrevista pessoal com os candidatos selecionados, em São Paulo.

Com modernos laboratórios que abrigam mais de 2,5 mil cientistas, técnicos de laboratório e estudantes, o Instituto Weizmann figura entre as mais importantes instituições de pesquisa no mundo.

Entre seus cientistas estão a ganhadora do prêmio Nobel de Química em 2009, Ada Yonath, que esteve no Brasil no início de 2011 para participar da Escola São Paulo de Ciência Avançada – New developments in the field of synchrotron radiation, financiada pela FAPESP.

Mais informações: www.amigosdoweizmann.org.br 

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa