quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Unifesp oferece curso de Especialização em Terapia Gênica e Celular

Inscrições vão até o dia 10 de janeiro de 2011

 

            O Centro Interdisciplinar de Terapia Gênica, Cintergen, da Universidade federal de São Paulo está com inscrições abertas para o curso de Especialização em Terapia Gênica e Celular. Voltado para os profissionais da área da saúde com ensino superior completo, o curso abordará temas como estratégias em terapia gênica e engenharia de vetores, células-tronco e produção de vacinas.     

São 40 vagas disponíveis, com carga horária de 360 horas, sendo 214 teóricas e 144 práticas. As aulas têm início em 15 de março de 2011, com duração de 11 meses. As inscrições podem ser feitas pelo site www.proex.unifesp.br até 10 de janeiro de 2011 e a matrícula, no valor de R$ 70 reais, deve ser efetuada entre os dias 09 e 11 de fevereiro 2011.

            A taxa de inscrição é de R$ 150 reais, e as mensalidades custam R$ 500 reais. Os interessados em bolsas de estudos devem enviar uma carta justificando a condição financeira com uma cópia da declaração de imposto de renda de 2009 para o email tgc.especializacao@gmail.com. As aulas acontecerão no Cintergen, localizado na Rua Mirassol, 207, Vila Clementino, São Paulo.

           

Sobre a Unifesp

 

Criada oficialmente em 1994, a Unifesp originou-se da Escola Paulista de Medicina (EPM), entidade privada fundada em 1933 que foi federalizada em 1956. Em 1940, a EPM inaugurou o Hospital São Paulo, primeiro hospital-escola do País, que hoje é o Hospital Universitário da Unifesp, localizado no campus São Paulo, no bairro Vila Clementino.

Na ocasião da criação da Unifesp, a instituição era a primeira universidade brasileira especializada em Saúde, abrigando em seu currículo de graduação os cursos de Medicina, Enfermagem, Biomedicina, Fonoaudiologia e Tecnologias Oftálmica e Radiológica.

Em 2005, iniciou-se o projeto de expansão por meio do Programa de Apoio ao Plano de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), coordenado pelo Ministério da Educação (MEC), com a criação do campus Baixada Santista. Em 2006, foi criado o campus Guarulhos, seguido de Diadema e São José dos Campos, em 2007, dando seguimento ao processo de ampliação. O ambicioso processo de expansão fez com que a Universidade saltasse de um para cinco campi e de cinco para 28 cursos. Com os novos campi, a Instituição deixou de atuar exclusivamente no campo da saúde, inaugurando cursos nas áreas de Humanas (Guarulhos), Exatas (São José dos Campos) e Biológicas (Diadema). O campus Osasco, com início das aulas previsto para o primeiro semestre de 2011, será voltado para a área de Negócios. No Vestibular 2011, a instituição oferece 2.669 vagas em 33 cursos de Graduação.

Atualmente, a Unifesp conta com 6.442 alunos matriculados nos cursos de Graduação, além de 3.342 discentes nos cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu (Doutorado, Mestrado e Mestrado Profissionalizante) e 6.296 na Pós Graduação Lato Sensu (Especialização e Aperfeiçoamento,). Além disso, a instituição conta com 800 discentes no maior programa de residência médica do Brasil.

A Unifesp tem em seu quadro 1.163 docentes, sendo que 95% possuem título de doutor, um percentual que marca a qualidade de ensino oferecida pela Instituição.

No segundo semestre de 2010, tiveram início as atividades do campus avançado de Extensão Universitária da Unifesp, o primeiro deste tipo no Brasil, implantado no município de Embu das Artes, na Região Metropolitana de São Paulo. O campus avançado de extensão universitária da região de Santo Amaro, na capital paulista, também inicia suas atividades no começo de 2011.

Jose Luiz Ribeiro Guerra | UNIFESP

CDN 

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa