quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

FAPESP e SABESP apiam pesquisa sobre saneamento

Acordo de cooperação entre as duas instituições investirá R$ 50 milhões em pesquisas para melhorar o tratamento e distribuição de água e esgoto, monitoramento da qualidade da água e outros temas ao longo de cinco anos

 

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) divulgam na terça-feira, 21/12, os doze projetos selecionados na Chamada de Propostas lançada em 2009 pelo Acordo de Cooperação Científica e Tecnológica assinado em 2008 entre as duas instituições. Cada projeto terá financiamento por até 36 meses para desenvolvimento de pesquisa nas áreas de economia e engenharias civil e sanitária em cooperação entre pesquisadores da Sabesp e de instituições de ensino superior e pesquisa do Estado. As prioridades são ampliar o conhecimento sobre processos de saneamento básico e melhorar o atendimento nessa área à população do Estado.

 

Os projetos aprovados propõem o monitoramento de reservatórios da região metropolitana de São Paulo e remoção de substâncias que podem causar danos à saúde no tratamento de água para abastecimento público; melhoria de instalações de bombeamento de água e sistemas de tratamento de esgoto; sistema para detecção e diagnóstico de vazamentos em redes de distribuição de água; sistema de filtração de água e tecnologias para remoção, tratamento e disposição de lodos extraídos de estações de tratamento; monitoramento da carga de patógenos nos esgotos e gestão sustentável de recursos hídricos pela investigação dos efeitos na agricultura e no ambiente do uso de esgoto tratado para irrigação de culturas.

 

Dois projetos na área de economia irão investigar os benefícios do acesso à água tratada sobre os indicadores de saúde e o impacto da cobrança na rentabilidade, no custo e na qualidade do setor de saneamento; e a eficiência do ciclo de produção que envolve coleta, tratamento, distribuição e descarte da água.

 

O acordo de cooperação entre a FAPESP e a Sabesp prevê aporte financeiro de R$ 50 milhões em cinco anos divididos igualmente entre as duas partes. Nesta primeira chamada serão investidos R$ 10 milhões na infraestrutura necessária ao desenvolvimento dos projetos, materiais e serviços, contratação de pesquisadores e técnicos pelo prazo do projeto e equipamentos – que serão transferidos para a instituição de pesquisa após o término das atividades do projeto.

 

As pesquisas aprovadas serão desenvolvidas em quatro unidades da Universidade de São Paulo (Escola Politécnica, Faculdade de Saúde Pública, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz e Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto), Escola de Economia da Fundação Getúlio Vargas, Universidade Federal de São Paulo (campus de Diadema), Universidade de Taubaté (Unitau), Escola de Engenharia de Ilha Solteira da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e Divisão de Engenharia Civil do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

 

Mais informações: http://www.fapesp.br/materia/6047/noticias/fapesp-e-sabesp-divulgam-resultado-de-chamada.htm

 

Gerência de Comunicação da FAPESP 

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa