sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Edisca apresenta espetáculo “Sagrada”

"Sagrada" traz como mote a beleza da vida e suas inter-relações

A cumplicidade entre os seres vivos e sua relação com o planeta serão representadas no espetáculo "Sagrada", o mais recente projeto da Escola de Dança e Integração Social Para Criança e Adolescente (Edisca). Quarenta bailarinos com idades a partir dos 11 anos apresentarão um caleidoscópio de dança que pretende traduzir através de movimento e plasticidade o surgimento e desenvolvimento da vida. O espetáculo será encenado no Teatro do Shopping Via Sul, nos três últimos finais de semana de janeiro, com estreia marcada para o dia 14 de janeiro de 2011. "Sagrada" fica em cartaz durante todo o mês, com sessões nas sextas às 21 horas; nos sábados com apresentações às 18 horas e 21 horas; e domingos às 18 horas e 21 horas. O ingresso custará R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia). Nos sábados 15, 22 e 29 as sessões de 18 horas são gratuitas e destinadas às comunidades atendidas, organizações governamentais e não-governamentais e escolas públicas. 

"Sagrada" propõe uma reflexão quanto às questões ambientais e o caminho insustentável do planeta e todas as formas de vida, através das agressões praticadas contra a natureza. "O espetáculo sugere e convida a uma jornada que vai desde o surgimento da vida, saindo de organismos simples, que se transmutam em organismos mais complexos, passando pela transição dos animais que habitam o meio aquático à terra sólida e o surgimento dos primeiros primatas", explica Dora Andrade, coreógrafa e diretora da Edisca. "Por fim, assumindo aqui uma licença poética, mostraremos o ser humano em sua derradeira etapa evolutiva, transfigurando-se em anjos, seres divinos, luminosos e harmônicos", complementa. Ao todo foram cinco meses de produção e ensaios. 

Para agregar mais qualidade à produção, a Edisca retomou algumas parcerias para a montagem do espetáculo. O estilista Lino Villaventura assina mais uma vez o figurino, assim como o músico Manassés de Sousa é o responsável pela trilha sonora. A cenografia está a cargo de artista plástico Marcelo Santiago. As imagens que povoam toda a montagem estão sendo realizadas por Helgi Thor e Gerson. E a coreografia é assinada por Dora e Gilano Andrade. A afinação do espetáculo está sendo realizada por Claudia Andrade, Tatiane Gama e Andréa Soares. 

"A água é uma substância imprescindível à vida, presente em todos os organismos em proporção grandiosa. Esse elemento está presente em todo o espetáculo. Nos primeiros momentos através de projeção de imagens e em sua culminância em forma real", finaliza Dora. "Sagrada" estará em cartaz nos dias 14, 15 e 16; 21, 22 e 23; e 28, 29 e 30 de janeiro. O espetáculo terá duração de 50 minutos. 

Sobre a Edisca
A Escola de Dança e Integração Social para Criança e Adolescente (Edisca) é uma organização formativa em Arte que objetiva a promoção do desenvolvimento humano de crianças e adolescentes em circunstância de fragilidade social, por meio de uma proposta educacional fundamentada na criatividade, inovação, diversidade, participação ativa dos educandos, promoção de diretos e, principalmente, compromisso com o humano. 

Os espetáculos de dança da Edisca, protagonizados pelos jovens bailarinos por ela formados, encantaram públicos em diversos Estados e países, lotaram teatros, conquistaram críticas positivas na mídia e, principalmente, tornaram visíveis as revoluções ocasionadas na vida das crianças e adolescentes atendidos pela Edisca, decorrentes de um ambiente educacional rico, sensível e comprometido com as futuras gerações. 

Ao todo foram nove produções. O primeiro foi "O Maior Espetáculo da Terra", de 1992, que trouxe ao palco a arte mambembe; "Elementais" (1993) representou o universo mágico dos elementais, fadas, duendes e gnomos; "Brincadeiras de Quintal" (1995) resgatou a ludicidade dos jogos infantis; "Jangurussu" (1995), espetáculo dramático de grande beleza estética e apelo emocional, narra a condição de degradação a que estão submetidas as famílias que sobrevivem dos lixões das grandes cidades. Este trabalho lotou em diversas temporadas o Theatro José de Alencar, principal casa de espetáculos de Fortaleza, e ganhou o Prêmio Funarte de melhor coreografia. Em 1997 foi montado o espetáculo "Koi-Guera", que tem como tônica o etnocídio indígena; em 2000 estreou o "Duas Estações" que apresenta a dualidade, material e espiritual, do povo do Nordeste brasileiro e em 2003 "Mobilis", espetáculo que observa o que há para além da forma, a relação entre um espaço criado e um corpo plural composto de substância, imagem e sentidos, um jogo de gravidade e suspensão, equilíbrios e dinâmicas, ordem e caos, investigando as relações entre o real e o virtual. 

No período de 2004 a 2006, a Edisca realizou dois grandes projetos, o Dançando a Vida I e II, ambos aprovados junto à Lei Federal de Incentivo à Cultura, que culminaram com a construção de dois espetáculos de Dança diferenciados – Demoaná (2004) e Urbes Favela – a grande dança (2006) –, por colocarem todos os educandos da Edisca a frente dos processos de construção de uma obra artística. Para tanto, foi oferecida uma série de oficinas preparatórias, em todas as modalidades constitutivas da montagem de um espetáculo onde os educandos puderam descobrir seus talentos e áreas de interesse. A partir destas oficinas, os educandos formaram grupos responsáveis pelas diversas tarefas, criando-se oportunidades educativas e formativas em que eles próprios se encontraram na linha de frente da criação e construção do espetáculo. 

• Espetáculo Sagrada                         

14, 15 e 16; 21, 22 e 23; e 28, 29 e 30 de janeiro de 2011

Horário: Sextas às 21 horas; sábados às 18 horas e 21 horas; e domingos às 18 horas e 20 horas

Local: Teatro do Shopping Via Sul (Avenida Washington Soares, 4335)

Ingressos: R$ 30 (inteira)/ R$ 15 (meia)

Informações: (85) 3278.1515 

Ficha Técnica

Coreografia: Dora Andrade e Gilano Andrade

Afinação do Espetáculo: Claudia Andrade, Tatiane Gama, Andréa Soares

Trilha Original: Manassés de Sousa

Cenografia e adereçaria cênica: Marcelo Santiago

Figurino: Lino Vilaventura

Produção: Gerusa Pacheco

Fotografia: Mila Petrillo

Criação e operação de luz: Samir Kassouf

Imagens cenográficas: Helgi Thor e Gerson

Maquiagem: Claudia Andrade 

ELENCO

Feminino/ Lorena Fonseca (11 anos), Jeane Honorato (11 anos), Iadnês Marques (12 anos), Beatriz Mendonça (12 anos), Herionara Lima (12 anos), Krysla Moraes (12 anos), Isabela Carneiro (13 anos), Jucilene Sousa (13 anos), Stefany Pereira (13 anos), Thaynar Costa (13 anos), Mikaene Almeida (13 anos), Andressa Paiva (14 anos), Darliane Sabino (14 anos), Fernanda Façanha (14 anos), Sara Nunes (14 anos), Laryssa Ponte (15 anos), Renata Fortunato (15 anos), Alyne Neves (15 anos), Ana Clévia Fernandes (16 anos), Deborah Santos (16 anos), Fabiana Prado (16 anos), Hariane Ribeiro (16 anos), Letícia Paulo (16 anos), Leonice Oliveira (17 anos), Monyka Amorim (17 anos), Eva Pacheco (17 anos), Ingrid Vasconcelos (18 anos), Jamila Lopes (18 Anos), Joana Darc Fernandes (18 Anos), Renata Saldanha (18 anos), Cibele Dos Santos (20 anos), Keine Martins (24 anos)

Masculino/ Pedro Henrique Ferreira (12 anos), Jefferson Inácio (13 anos), Jorge Lucas Silva (13 anos), Paulo Victor Clareano (14 anos), Cleber Fernandes (19 anos), Anderson Carvalho (22 anos)

Bruno Sampaio | AD2M

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa