sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Campanha de incentivo de devolução de embalagens vazias de agrotóxicos será realizada em Xanxerê

Ação promovida pela Asserdax atenderá a agricultores dos municípios do Alto Irani

 

No dia 3 de novembro será lançada a campanha de incentivo para a devolução das embalagens vazias de agrotóxicos no posto de recebimento de Xanxerê, em Santa Catarina. A ação será promovida até o dia 30 do mesmo mês pela Associação das Empresas Revendedoras de Defensivos Agrícolas de Xanxerê (Asserdax), gerenciadora do posto, tem como objetivo incentivar os agricultores a retornar todas as suas embalagens vazias de agrotóxicos ao posto de recebimento para a destinação ambientalmente correta, por meio das rádios, jornais locais e distribuição de folhetos educativos.

 

O posto de recebimento atende a municípios da região do Alto Irani e está em funcionamento desde 2003. As embalagens podem ser entregues de segunda sexta das 8h às 11h e das 13h30 às 18h.

 

Todo o material recebido pelo posto é enviado para a central de recebimento de embalagens vazias de Chapecó também em Santa Catarina.

 

Ponto de recebimento:

 

·         Local: posto de recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos de Xanxerê

·         Endereço: Linha São Paulo;

·         Horário de recebimento: das 8h às 11h e das 13h30 às 18h.

 

 

Sobre o sistema de destinação de embalagens vazias

 

O sistema de destinação de embalagens vazias de agrotóxicos compartilha responsabilidades entre os agentes da cadeia produtiva agrícola (indústria – representada pelo inpEV, distribuidores/cooperativas e agricultores) com o apoio do poder público, que agem de acordo com a legislação federal que regulamenta o assunto, Lei 9.974/00.

 

Atualmente existem 412 unidades de recebimento nas principais regiões agrícolas do país, que somam mais de 144 mil metros quadrados de área construída e ambientalmente licenciada. Desde 2002 o sistema destinou adequadamente 160 mil toneladas de embalagens vazias de defensivos agrícolas. A cada ano o número é maior: em 2009 foram 28,7 mil toneladas, enquanto no ano anterior foram 24,4 mil toneladas.

 

Mais informações sobre o sistema de destinação de embalagens vazias e sobre o inpEV estão disponíveis no site www.inpev.org.br.


Priscila Cunha | LVBA 
-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa