quarta-feira, 7 de julho de 2010

Ministro Juca Ferreira lamenta morte de Ezequiel Neves

A morte de Ezequiel Neves abre um vazio doloroso.

Como produtor, ele viabilizou a emergência do Barão e de Cazuza no cenário musical; e como compositor, ajudou a firmar nosso roqueiro trágico como um dos grandes cronistas contemporâneos do amor e dos impasses, impasses inclusive sociais.

Isso possibilitou a Cazuza atingir amplitude emocionante em suas crônicas musicadas, várias delas em parceria com o amigo Ezequiel.

É o caso de Exagerado – que paro agora para ouvir, enquanto homenageio, junto aos familiares, amigos, músicos e fãs, o grande artista que acabamos de perder.

Juca Ferreira
Ministro de Estado da Cultura
 

Não deseja mais receber nossas mensagens? Cancele o recebimento aqui.



--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa | www.coletivodeimprensa.jor.br