quinta-feira, 15 de julho de 2010

A arquitetura de Lelé

A arquitetura de Lelé

Exposição no Museu da Casa Brasileira homenageia o arquiteto João Filgueiras Lima, que participou junto com Oscar Niemeyer da construção de Brasília (divulgação)


Agência FAPESP – O Museu da Casa Brasileira (MCB) abrirá no dia 20 de julho a mostra A arquitetura de Lelé: fábrica e invenção, em homenagem ao arquiteto João Filgueiras Lima, conhecido como Lelé.

A mostra, que ficará até 19 de setembro, traz maquetes, fotografias, desenhos, filmes e animações que contam a história do arquiteto cuja obra é reconhecida especialmente pela colaboração com Oscar Niemeyer na construção de Brasília e pelo conjunto de projetos que desenvolveu junto à Rede Sarah de hospitais.

A exposição inicia com um painel cronológico de centenas de obras, com destaque para os sistemas e tecnologias desenvolvidos para a construção de passarelas que marcam a paisagem da cidade de Salvador, de hospitais e centros de reabilitação do aparelho locomotor e a sede em vários cidades do Tribunal de Contas da União.

A obra arquitetônica de Lima, nascido em 1932 no Rio de Janeiro, caracteriza-se especialmente pela busca da racionalização e da industrialização na arquitetura.

Outros projetos de destaque são o prédio do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, o Presídio de Segurança Máxima do Rio de Janeiro e o Hospital de Taguatinga (Distrito Federal).

Atualmente, Lelé atua como diretor do Centro de Tecnologia da Rede Sarah (CTRS), onde desenvolve os projetos e a execução dos novos hospitais da rede.

O Museu da Casa Brasileira fica na Av. Faria Lima, 2705, Jardim Paulistano, na capital paulista. A exposição é aberta ao público de terça a domingo, das 10 às 18 horas. Aos domingos e feriados a entrada é franca.

Mais informações: www.mcb.sp.gov.br ou (11) 3032-3727. 


--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa | www.coletivodeimprensa.jor.br