sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Ipea divulga em SP estudo sobre a evolução da pobreza no Brasil e no mundo

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), por meio do Comunicado n° 38 Retratos dos brasileiros em quatro décadas: a pobreza e o seu perfil, analisa a trajetória da pobreza no País e nas diferentes regiões do mundo. 

O estudo, que será divulgado pelo presidente do Ipea, Marcio Pochmann, nesta terça-feira, 12 de janeiro, traz ainda a evolução da pobreza extrema no Brasil, durante quatro décadas, entre as grandes regiões, os espaços rural e urbano, em relação à raça, à idade e à escolaridade. 

A publicação mostra, por exemplo, quais são as regiões brasileiras que mais evoluíram no combate à pobreza desde a década de 1970 e os motivos principais da melhoria. É possível comparar, ainda, a parcela pobre nas populações branca, amarela, indígena, parda e preta. 

Apesar da queda em termos absolutos da pobreza no mundo, em várias regiões houve elevação na quantidade de extremamente pobres, como o Sul da Ásia e a África Subsaariana. As maiores reduções ocorreram na Ásia, com importância fundamental da China. 

As principais fontes utilizadas foram as Nações Unidas (Banco Mundial e World Income Inequality Database – WIID), a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do IBGE) e os ministérios do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sigplan) e da Fazenda (Siafi).

Ascom Ipea

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura