quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Neorama cria cenário digital para a Turma do Didi

Um reino construído com bits

Cenários digitais dão liberdade criativa a diretores e incrementam especial de final de ano da Turma do Didi na Rede Globo. A cenografia - que inclui um castelo - foi desenvolvida pela Neorama


O reino da Landinóvia na Europa do início do século XIX é palco de
A Princesa e o Vagabundo, especial de fim de ano da Turma do Didi, da Rede Globo. Renato Aragão, Herson Capri, Maria Fernanda Cândido e Livian Aragão, filha do humorista, vão contracenar com um imponente castelo real e uma vila camponesa. Mas com um detalhe: toda a Landinóvia foi criada a partir da imaginação dos roteiristas e diretores do programa. A Neorama – butique especializada em animações e filmes de realidade virtual – foi escolhida para dar vida a esse cenário digital.

Chico Lima, responsável pela área de pesquisa e desenvolvimento de efeitos visuais e pós-produção da Globo, conta que a opção pelo cenário digital permitiu maior liberdade criativa no desenvolvimento do programa. "Foi possível redirecionar recursos para a qualidade e a produtividade das cenas. Ganhamos também maior liberdade de movimentação de câmera para mostrar takes aéreos", explica.

Globo e Neorama já haviam trabalhado juntas em 2008. "Contamos com o trabalho da Neorama na extensão visual de prédios e quarteirões da cidade cenográfica da novela Ciranda de Pedra, com um resultado bastante satisfatório", conta Lima. "Além de oferecer um trabalho excelente, a Neorama consegue transpor essa experiência para modelos animados com a qualidade que precisamos para a televisão", diz.

A criação da Landinóvia
Para criar o reino de fantasia, a Neorama recebeu como referências a região da Alsácia Francesa e o Castelo de Chantilly. "Foi um trabalho cuidadoso de pesquisa arquitetônica e histórica. Criamos um edifício com planta em forma de "U", muito característico dos castelos franceses do século XVII, combinando elementos de Chantilly, do Chateau de Vauz-le-Vicomte e do Palácio das Laranjeiras, no Rio de Janeiro", explica Márcio Carvalho, diretor da Neorama.

Para Carvalho, a experiência da Neorama com arquitetura – a empresa já desenvolveu filmes para empreendimentos como o Transbay Transit Center, terminal do trem rápido que chegará a São Francisco, nos EUA – é um diferencial para esse tipo de projeto. "Embora a produção de cenários digitais sirva como pano de fundo para a história a ser contada em primeiro plano, é muito importante que tais cenários sejam convincentes, a ponto de passarem quase despercebidos ao olho do telespectador", analisa.

O especial exigiu da Neorama um grande trabalho de pesquisa e busca por novas técnicas. "O desafio de fazer algo tão inovador sempre nos interessa, pois assim conseguimos aumentar o nosso nível de exigência, buscar novas tecnologias e levar a empresa a outro patamar", afirma. Ele avisa que em A Princesa e o Vagabundo haverá uma cena de mais de um minuto de duração na qual todo o cenário ao redor dos atores é virtual.

O resultado do trabalho criado pela Neorama para a Rede Globo – e todo o potencial oferecido pelos cenários digitais – pode ser conferido nesta sexta-feira, 1º de janeiro de 2010, quando o especial será exibido para todo o país.


O que é a Neorama
Com escritórios no Brasil e nos EUA, a Neorama é uma butique criativa multidisciplinar, capaz de elaborar cenários digitais e peças promocionais em 3D de produtos ou conceitos, especialmente na área imobiliária. A equipe tem uma sólida base em arquitetura, embora seja composta por especialistas em cinema, música e publicidade.

A Neorama já desenvolveu filmes de apresentação para os empreendimentos The 88, em San Jose; Nurai Nurai Island, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes; Rocha Vera Corporate, Castelo Branco Office Park, e Espaço Empresarial Nações Unidas, em São Paulo, entre vários outros projetos residenciais, corporativos e urbanísticos. Confira alguns trabalhos elaborados pela Neorama em http://neorama.com/blog/.

Mandarim Comunicação
Rodrigo Prada
www.mandarim.com.br

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura