sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Visita de norueguês ao Brasil estreita cooperação no setor de pescado

O representante da Noruega Peter Gullestad está em visita ao Brasil para apresentar as experiências de seu País no setor pesqueiro. Experiências que podem ser úteis no caso brasileiro. A preocupação maior de Gullestad é com a gestão pesqueira, de forma a garantir a sustentabilidade do negócio em termos sociais e ambientais.

A visita faz parte do acordo de cooperação bilateral entre o Brasil e a Noruega. Peter Gullestad dirigiu a pesca norueguesa por mais de 12 anos e é atualmente integrante da delegação de seu País no Conselho Internacional de Exploração dos Mares. Na sexta-feira, dia 27 de novembro, ele se reuniu com especialistas do Ministério da Pesca e Aquicultura, em Brasília.

A pesca é uma das principais atividades econômicas da Noruega e chega a movimentar US$ 2 bilhões por ano, o segundo maior faturamento do mundo no setor. Em termos de volume de pescado a Noruega está em 11º lugar, mas como se dedica a espécies nobres como o bacalhau e o salmão, sobretudo no Mar do Norte, os valores envolvidos são elevados.

O acordo de cooperação entre a Noruega e o Brasil se iniciou em setembro de 2008, quando o ministro Altemir Gregolin, acompanhado de uma comitiva que incluía representantes da Embrapa e do CNPQ, e ainda do setor produtivo, visitaram a AQUANOR, a maior feira de comercialização de pescado do norte da Europa.

Neste final de semana, Peter Gullestad estará em Florianópolis, capital de Santa Catarina, um dos estados brasileiros com maior tradição pesqueira. Em Florianópolis ele fará contatos com a superintendência do ministério da Pesca e Aquicultura, com autoridades do governo local e com o setor privado. No domingo almoça em Florianópolis com o ministro Altemir Gregolin.

 

Último de Campos Valadares

Assessoria de Comunicação

Ministério da Pesca e Aquicultura

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura