terça-feira, 10 de novembro de 2009

Petrobras homenageia Villa-Lobos com eventos no Rio de Janeiro

   
 

Na semana que marca os 50 anos da morte de Villa-Lobos, a Petrobras vai homenagear um dos mais importantes nomes da história da música brasileira com a série de concertos Villa in Concert, que será realizada a partir do dia 17 de novembro, no Pátio Central do Arquivo Nacional, no Rio de Janeiro. O evento, que integra a programação da exposição Viva Villa, oferecerá ao público uma série de apresentações das obras do compositor, executadas por orquestras, formações de câmara, corais, grupos e solistas.

A programação do Villa in Concert será aberta às 18h30, com um concerto da Orquestra Sinfônica Petrobras. Também estão previstas apresentações da Banda Sinfônica dos Fuzileiros Navais (24/11), da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa (1º/12), da Villa-Lobos Digital-Sartori (8/12) e do Coro e Orquestra do Theatro Municipal (15/12). As apresentações ocorrem sempre às 18h30.

Outros três eventos estão em andamento no Rio de Janeiro, todos patrocinados pela Petrobras. Até o dia 28 de novembro, vários espaços culturais da cidade recebem o 47º Festival Villa-Lobos. A programação inclui uma grande variedade de atrações, que refletem o ecletismo da obra do maestro. Participam artistas como o pianista Nelson Freire, o cantor e compositor Monarco, a Orquestra Sinfônica Brasileira, a Orquestra e Coro do Theatro Municipal, João Bosco, Elba Ramalho, Xangai, entre outros.

A homenagem continua no Arquivo Nacional, que abriga a Exposição Viva Villa. A mostra relembra, de forma lúdica, as referências que inspiraram o seu processo criativo, percorrendo a primeira metade do século XX e pontuando a vida e musicografia de Villa-Lobos. A exposição inclui um espaço educativo para crianças.

Na Academia Brasileira de Letras (ABL), Villa-Lobos é lembrado com o ciclo de conferências "50 anos de morte de Villa-Lobos", que inclui palestras e apresentações musicais. Entre os participantes estão os críticos Luiz Paulo Horta e José Miguel Wisnik e o músico Turíbio Santos.

Petrobras e Villa-Lobos

A Petrobras presta homenagens a Villa-Lobos desde o fim dos anos 80, por meio do patrocínio a projetos que o reverenciam, seja com o registro das suas obras ou com a recuperação e digitalização de parte importante do seu acervo. A Companhia também apoiou projetos de formação e profissionalização de jovens músicos e a realização de eventos (concertos, mostras e exposições) para aproximar o grande público do legado de Villa-Lobos, importante patrimônio imaterial do país.

Em 1988, por exemplo, a Orquestra Petrobras Pró-Música (hoje Orquestra Petrobras Sinfônica) escolheu a Sinfonieta nº 1 e as Bachianas Brasileiras nº 4 (Prelúdio) para compor parte do repertório do seu primeiro CD, em comemoração aos 45 anos da Petrobras. A obra, com regência do maestro Armando Prazeres, foi indicada em importantes premiações na categoria Música Erudita.

Outros projetos culturais que receberam patrocínio foram: a produção do longa-metragem "Villa-Lobos - Uma vida de paixão" (1997), cinebiografia do compositor, dirigida por Zelito Viana e protagonizada por Antonio Fagundes e Marcos Palmeira; o CD "Villa-Lobos - Obras para violoncelo e piano" (2001), com Antonio Meneses e Cristina Ortiz. Em 2002, foi lançado o terceiro CD da Petrobras Pró-Música, "Villa-Lobos e Hekel Tavares", trazendo o Choro nº 6, com o pianista Arnaldo Cohen e regência de Roberto Tibiriçá. E em 2004, foi a vez do CD duplo do Quinteto Villa-Lobos: "A Obra de Câmara para Sopros de Heitor Villa-Lobos".

Em 2006, começou o patrocínio ao projeto de Recuperação e Digitalização do Acervo Audiovisual do Museu Villa-Lobos, cujo conteúdo é formado por material em película 16mm e 35mm; e nos formatos VHS e U-MATIC (alguns inéditos e desconhecidos), além de fotografias e partituras selecionadas, que seriam recuperadas e digitalizadas. Fazem parte do acervo, hoje disponível para o grande público, depoimentos de personalidades ilustres que fizeram parte da vida de Villa-Lobos, como Manuel Bandeira, Portinari, Turíbio Santos, Arminda Villa-Lobos, Artur Rubinstein, Andrés Segóvia, Hermínio Bello de Carvalho, Antonio Carlos Jobim, Guerra-Peixe e Vasco Mariz, entre outros.

O projeto também resgatou o registro de interpretações de várias obras de Villa-Lobos pelos mais importantes músicos, bailarinos e regentes, nacionais e internacionais, além de imagens históricas do compositor nas décadas de 1930, 1940 e 1950.

A Petrobras também é patrocinadora do projeto Villa-Lobos e as Crianças, vinculado ao Museu Villa-Lobos, com direção de Turíbio Santos. Iniciado em 2008, o projeto recebe alunos de comunidades de baixa renda da cidade do Rio de Janeiro, que já detêm conhecimento musical (adquirido em outros projetos do gênero). O projeto torna possível que esses passem a integrar uma orquestra, com vistas à profissionalização.

EVENTOS

Exposição Viva Villa - Evento com a proposta de recriar o universo do compositor, permitindo que o público conheça, de forma lúdica, as referências que inspiraram o seu o processo criativo. Fazendo uso de recursos cenográficos e elementos musicais, gráficos e audiovisuais, o Arquivo Nacional será palco desta aventura, dividida em três partes: vida e obra de Villa-Lobos na primeira metade do século XX; viagem em vagões por sua vida e musicografia, em uma alusão à obra Trenzinho Caipira; e um espaço educativo, dedicado às crianças. Até 5 de janeiro.

www.vivavilla.com.br

Villa in Concert - Parte integrante da Exposição Viva Villa, o evento oferecerá ao público, entre os dias 17 de novembro e 15 de dezembro, uma série de apresentações das obras de Villa-Lobos, a serem realizadas no Pátio Central do Arquivo Nacional e executadas por orquestras, formações de câmara, corais, grupos e solistas. Em dezembro, a Orquestra Villa-Lobos e as Crianças realizará, aos sábados, a partir das 14 horas, ensaios abertos nos Jardins do Arquivo Nacional.

www.vivavilla.com.br

47º Festival Villa-Lobos - Contemplado na seleção pública de Festivais de Música do Programa Petrobras Cultural 2008/2009, o tradicional evento de difusão da obra do patrono Villa-Lobos e de outros compositores brasileiros será realizado até o dia 28 de novembro em vários espaços culturais da cidade do Rio de Janeiro. A programação traz atrações de diferentes vertentes musicais, que espelham o ecletismo característico da obra de Villa-Lobos: da música de câmara ao choro; das modas de viola aos ranchos carnavalescos; da música sinfônica ao samba. Dentre os convidados, estão o pianista Nelson Freire, o violoncelista Antonio Meneses, a Orquestra Sinfônica Brasileira, a Orquestra e Coro do Theatro Municipal, João Bosco, Elba Ramalho, Xangai, Monarco, entre outros.

www.museuvillalobos.org.br/festivalvillalobos

Ciclo Villa-Lobos na ABL - Série de palestras sobre o maestro e compositor e apresentações de música erudita e MPB.

www.academia.org.br

 
     
  Petrobras


Gerência de Imprensa/Comunicação Institucional





--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura