quarta-feira, 20 de maio de 2009

Osteoartrose deve afetar 50% dos idosos nos próximos anos


Osteoartrose deve afetar 50% dos idosos nos próximos anos

Doença pode ser evitada com atividade física regular

É fato. A população brasileira está envelhecendo e cada vez mais rápido. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estima que a população idosa em 2050 chegará a 172,7 idosos para cada 100 crianças. Pelos cálculos do instituto, a população idosa ultrapassará a infantil em 2036. Anteriormente, o IBGE projetava essa mudança apenas em 2049.

Para evitar a degeneração física estrutural e chegar à terceira idade com qualidade de vida, os idosos precisam tomar alguns cuidados. De acordo com vários estudos, metade dos idosos acima de 65 anos terão a osteoartrose. "Esta patologia caracteriza inicialmente pelo amolecimento da cartilagem articular, sendo que, a longo prazo pode ocorrer a destruição total dela", informa o médico ortopedista, Vicente Carlos Franco Macedo. Quando afeta os membros superiores gera menos impacto na qualidade de vida do paciente, porém quando a artrose acontece em joelhos ou quadris pode se tornar incapacitante.

A atividade física é o recurso mais indicado para minimizar a perda da massa muscular e, consequentemente, fortalecer ossos e articulações. Cada articulação possui uma cápsula com uma membrana sinovial que produz um líquido para lubrificá-la. A musculatura forte ajuda nesta lubrificação e produção constante de líquido sinovial. Portanto, a artrose pode acontecer se houver déficit na produção deste líquido.

Mas é preciso cuidado ao praticar exercícios. "Antes de começar e na fase final de cada exercício é de suma importância o alongamento, para evitar lesões tipo overuse", afirma o ortopedista. A prática regular de exercícios físicos estimula várias funções do organismo mantendo uma boa qualidade de vida permanente, já que estamos vivendo cada vez mais.

Tratamento

Além de medicação adequada é necessário avaliações ortopédicas e cardiológicas. "O exercício físico proporciona um aumento na aptidão física do idoso, induzindo ainda a mudanças no controle neural, no sistema cardiovascular, respiratório, endócrino e outros", explica o médico.


Segundo o ortopedista, os exercícios devem ser realizados com acompanhamento de um profissional capacitado, sendo que os mais indicados são os aeróbicos, caminhada, esportes em geral e até mesmo jogos como xadrez, dominó. "Podemos considerar que a atividade física faz parte de um programa completo e preventivo, sendo adaptáveis a cada indivíduo", conclui.


Lead Comunicação – Assessoria de imprensa Dr. Vicente C. F. Macedo

www.leadcomunicacao.com.br




--
www.farolcomunitario.com.br
rede web de informação e cultura